Objetivo do Sparta era não ser rebaixado, mas agora quer o título

Fernando Brasília conversa com o atacante Jean do Sparta
Sparta o melhor time da Primeira fase do Tocantinense – Divulgação

Não ser rebaixado e depois ver o que vai acontecer. Foi assim que o técnico Fernando Brasília disse à diretoria e ao elenco antes do início do campeonato. ”Nossa missão era não deixar o time cair, e depois quem sabe brigar por algo melhor na competição”, ressaltou o treinador dizendo que agora seu pensamento, de todo elenco e da diretoria é a conquista do título para Araguaína. Segundo ele, respeitando o Interporto, mas agora as coisas mudaram e o time ganhou gosto pela competição.

 

Brasília destaca que o plantel trabalha muito no dia a dia, onde todos se doam desde os jogadores como toda diretoria que vem dando total respaldo ao clube. “Aqui existe muito companheirismo e profissionalismo, e o resultado é isso que todos estão vendo. Mas agora particularmente eu quero ser campeão”, destacou o treinador, dizendo que a folha salarial do Sparta não passa de R$ 30 mil, pois o time foi montado com muitos jogadores considerados pratas da casa e alguns atletas experientes. Com relação a uma premiação, em caso de conquista do título, o técnico disse que antes mesmo de começar o campeonato já havia sido elaborado um planejamento de quanto o elenco ganharia na passagem de fase até a conquista do título.

 

Interporto

O técnico do Interporto, Wladimir Araújo, já iniciou ontem em dois períodos a preparação do elenco para decisão no próximo sábado, às 16 horas, no Estádio General Sampaio, em Porto Nacional contra o Sparta.

 

 

Hoje, novamente, a partir de 8h30, os atletas terão academia e, logo em seguida, vão para o campo. No período da tarde, a partir das 15h30, novo treinamento no Estádio General Sampaio. A programação vai até sexta-feira pela manhã e à tarde, entram no regime de concentração. A diretoria vai tentar hoje junto à Federação Tocantinense de Futebol (FTF) aumentar a carga de ingressos para final. No último sábado, o estádio recebeu 1.391 torcedores e agora a expectativa é chegar a 1.800 ingressos. O torcedor paga R$ 2,00, leva dois quilos de alimentos não perecíveis e troca pelo bilhete.