Faltando 23 dias para o início do Campeonato Tocantinense apenas Interporto e Sparta já estão com suas equipes em ritmo de jogo, uma vez que já disputaram a Copa do Brasil e a Copa Verde, e em razão disso, tiveram que começar primeiro que outros seis times. Quem também já está treinando há mais de uma semana, é o Tocantinópolis, sob o comando do técnico Anaílson.

A expectativa é que já na próxima semana, Araguaína, Tocantins de Miracema, Paraíso, Gurupi e Palmas iniciem a preparação para o Tocantinense.

Gurupi

Pelos lados do time com maior número de títulos no Tocantins, o Gurupi, que já levantou seis vezes o troféu de campeão, a expectativa é que o presidente do clube, Wilson Castilho anuncie hoje parte do elenco e a comissão técnica. O nome do técnico mais cotado para assumir o Gurupi é de Wladimir Araújo, que no ano passado realizou um bom trabalho no comando do Camaleão do Sul na Copa do Brasil quase chegando à terceira fase do torneio. Ele que foi campeão em 2017 no comando do Interporto. Araújo pediu demissão no final do mês passado do Manaus (AM), e está livre no mercado.

A diretoria do Gurupi não comentou sobre o assunto, mas tudo caminha para que o treinador se apresente depois do dia 15 com vários atletas. Os jogadores estão disputando campeonatos em outros estados e estariam em ritmo de jogo e não seria problema para ganhar entrosamento.

Palmas

Pelos lados do Palmas, o presidente do clube, Lucas Meira, disse que deve apresentar o elenco e comissão técnica na próxima semana. Segundo ele, hoje o clube já tem alguns atletas da base treinando e que vão se juntar ao restante dos jogadores que estão sendo contratados. Mas não determinou o dia exato da apresentação.

Araguaína

O presidente do Araguaína, Luismar Sousa Lima, disse que o Tourão do Norte deve se apresentar entre o dia 15 ou 16, por questão de logística e de atletas que já estão finalizando campeonatos em outros estados.

Miracema

Em Miracema continua o imbróglio entre a diretoria do Tocantins e a Prefeitura de Miracema se o time vai ou não disputar o campeonato. O presidente Rainel Barbosa espera até o final da semana ter esta resposta, pois alega falta de apoio do poder público para colocar o time em campo. A diretoria pediu R$ 22 mil por mês para alimentação e viagens. A prefeitura deu sinal de positivo na ajuda de farmácia e do gás. O clube quer ainda pagamento da água, luz, aluguel e alimentação. Mas segundo a diretoria, a chance de participação no campeonato hoje é zero.

Paraíso

Em Paraíso, a situação é quase parecida, mas por questão de comando do clube, sem a certeza se o clube terá ou não apoio o poder público. Mas o técnico Wicelmo Rodrigues iniciou os treinos com pelo menos 15 jogadores da cidade, mas informa que somente na próxima semana, se realmente tiver apoio, fará a apresentação oficial do elenco e jogadores que irá indicar para o clube.

www.aloesporte.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA