Juiz é agredido com tapa no rosto na final do Estadual Amador em Peixe

Trio da final do Estadual Amador: Alvani Nunes, Dagoberto Modesto e Fernando Gomes - Divulgação
Caso deve ser julgado pelo TJD/To no dia 5 de junho – Divulgação

O árbitro Dagoberto Modesto, de Gurupi, que apitou a final entre União Peixense 2×1 Embuguaçuano Colméia, recebeu um tapa no rosto dado pelo zagueiro número 3 do União Peixense, Itamar de Souza Barros.

O zagueiro reclamou de forma acintosa ao juiz, após a marcação de uma falta a favor da sua equipe e recebeu cartão amarelo. Prosseguiu reclamando e foi expulso. Num gesto de muita raiva acabou agredindo o juiz com um tapa no rosto.

O presidente da Comissão de Arbitragem do Tocantins (Ceaf), Adriano Carvalho, disse que está aguardando a chegada do relatório do árbitro para que a entidade possa dar sequência ao processo.

O relatório será repassado ao procurador que, provavelmente, irá fazer a denúncia contra o atleta. Carvalho disse que o juiz foi orientado a dar entrada também na Justiça Civil. “Não podemos aceitar nos dias de hoje alguém ser agredido em seu local de trabalho”, finalizou.