Na segunda exibição mais difícil até aqui no Grand Prix 2009, a seleção brasileira feminina de vôlei teve de suar muito para bater a Alemanha e se manter com 100% de aproveitamento dos pontos disputados na competição. Com altos e baixos, o time verde e amarelo cedeu dois sets às europeias neste sábado e só foi vencer no tie-break após 2h07: parciais de 25/27, 25/15, 25/19, 19/25 e 15/10.


Assim como já havia acontecido contra o Japão, que atropelou na terceira etapa aplicando 25/15 antes de ser derrotado, o Brasil voltou a ser irregular. Nesta manhã (horário de Brasília), o grupo mostrou alguns de seus pontos fracos, cedendo, por exemplo, muitos pontos de graça às rivais – foram 21 no total.


Contudo, os principais fundamentos das canarainhas funcionaram novamente e foram essenciais para a vitória, a oitava em oito jogos no Grand Prix – apenas a Holanda apresenta uma campanha igual. Foram eles o bloqueio, com 18 pontos somados, e o serviço, com dez.


Mais uma vez, a meio-de-rede Thaisa formou uma verdadeira ‘parede’ e se destacou como a maior pontuadora brasileira: 19 tentos, um a mais que aqueles de Natalia Pereira. Nessa estatística, as duas atletas só foram superadas pela alemã Margareta Kozuch (25).


Já classificada por antecipação à fase final da competição, o Brasil só havia participado de um tie-break uma vez em toda a sua caminhada: em 9 de agosto, quando a China acabou batida somente por 15/12 no quinto e decisivo set.


(Fonte:Gazeta Press)

DEIXE UMA RESPOSTA