Auditores durante o julgamento do caso do Paraíso na sede da FTF - Foto Elias Oliveira

Auditores durante o julgamento do caso do Paraíso na sede da FTF – Foto Elias Oliveira
Auditores durante o julgamento do caso do Paraíso na sede da FTF – Foto Elias Oliveira

O Paraíso perdeu três pontos e foi multado em R$ 500,00 por ter atuado de forma irregular na partida de estreia na derrota para o Gurupi por 2 x 1, na abertura do campeonato Tocantinense. A perda dos pontos e a multa aconteceram nesta noite de segunda-feira, 9 durante o julgamento realizado pela Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Tocantins (TJD/TO), no Auditório da Federação Tocantinense de Futebol (FTF).

O clube não conseguiu registar nenhum atleta no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas o clube achou por bem jogar assim mesmo. O Paraíso foi citado em vários artigos, entre eles, no 4º Parágrafo 1º e 6º do Regulamento da Competição, artigo 7º REC e Artigo 214 do Código Brasileiro Disciplinar de Futebol (CBJD).

O representante do Paraíso, Márcio Leolino, o Romário, que fez a defesa do clube, disse a partir de agora é correr atrás dos pontos perdidos e ainda brigar por uma boa colocação no campeonato. “O importante foi deixar o clube ser punido com a suspensão de dois anos caso a gente ficasse fora da disputa. Entramos irregulares sim contra o Gurupi”, comentou ele.

Fizeram parte da Segunda Comissão Disciplinar, os auditores Marcelo Caetano (Presidente da Segunda Comissão), Renato Mendes (Vice- presidente da Segunda Comissão), Valmir Vieira (Auditor) e Dr. Pedro Geraldo (Auditor).

www.aloesporte.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA