Rally Baja 500 Jalapão tem largada promocional em Palmas nesta sexta

Matheus Sales piloto tocantinense

[/caption]

Piloto Ronaldo Imay – Divulgação
Ronaldo Imay, Yoshimoto, Orcalno Júnior e Matheus Sales durante evento em Natal (RN) – Divulgação

O Tocantins terá dois pilotos experientes representando o estado na competição nacional. Matheus Sales, que foi vice-campeão Brasileiro nas motos em 2008, mas agora resolveu se dedicar à categoria UTV´s. Segundo ele, começou a competir em 2012 em algumas provas das etapas de monomarcas.

Mas a partir deste ano resolveu competir o Brasileiro, tanto que já disputou a primeira etapa em Natal, no Rio Grande do Norte. “Por ser em nosso terreiro, a expectativa é a melhor possível, apesar de não saber como será o trajeto em razão do brieffing que vai ocorrer hoje à noite”, comenta.

Ele competirá com o carro novo que tem apenas 30 km de rodagem – um Polaris RR 1000 Turbo com 170 cavalos de potência. O outro tocantinense é Ronaldo Imay, campeão da categoria Over 45 da 24ª edição do Rali dos Sertões em 2016. Em entrevista ao programa CBN Tocantins Esportes de ontem, disse que está tranquilo e preparado para a etapa no Tocantins.

Honda
O Campeonato Brasileiro é liderado pelo gaúcho Gregorio Caselani, piloto da Honda Racing, e que está também em primeiro lugar na Superproduction. Jean Azevedo, outro integrante do time Honda, é o segundo na categoria e quarto na Geral. O paulista, de São José dos Campos, busca o décimo título nacional.

Tunico Maciel, que em 2017 venceu o Rally Piocerá e o RN 1500, é o líder da categoria Production Aberta e Túlio Malta, o primeiro da Nacional. A dupla também integra a Honda Racing.

Vencedor do Jalapão em 2016, Gregorio Caselani quer o bi. “Vou tentar repetir o feito e estou muito empolgado para isso. Será uma prova muito dura e sair do Jalapão sem problemas já é uma vitória, pois lá a disputa realmente é desafiadora. São dois dias longos, com muito calor e areia pesada. Os equipamentos e os pilotos sofrem bastante”, destacou.

Jean Azevedo aposta na resistência física. “É uma prova que requer uma boa estratégia. Vão ser dois longos dias, com areia, muita navegação e várias horas em cima da moto. Fiz uma boa preparação no intervalo de dois meses desde o RN 1500. Estou em busca do décimo título basileiro, então tenho de pontuar bem”, afirmou.

Tunico Maciel, que em 2017 venceu as principais provas que disputou, quer repetir a fórmula que está dando certo. “Estou treinado, com equipamento bom e pretendo andar bem, sem cometer erros e fazer uma prova muito sólida”, disse.

Rally Jalapão – Programação
Dia 2 (sexta-feira)
9h
– Box, parque de apoio e secretaria
13h30 às 18h – Vistorias
18h30 – Briefing
20h30 – Largada promocional
Shopping Capim Dourado

Dia 3 (sábado)
Palmas (TO) – São Félix (TO)

Deslocamento inicial – 180 km
Trecho cronometrado – 297 km
Deslocamento Final – 1 km
Total – 478 km – Piso Areia

Dia 4 (domingo)
São Felix (TO) – Palmas (TO)
Deslocamento inicial –
12 km
Trecho cronometrado – 337 km
Deslocamento final- 192 km
Total – 541 km
19h30 – Premiação – Shopping Capim Dourado

Site oficial: www.hondaracingbrasil.com