Vasco indica professor Giba da Escolinha Nilton Santos para descobrir garotos no Tocantins

Professor Gilberto da Escolinha Nilton Santos
Professor Gilberto Souza orientando a garotada durante o retorno das atividades da Escolinha Nilton Santos – Fotos: Wagner Amaral/Escolinha Nilton Santos

Descobridor de talentos. Esta é uma das novas funções do ex-jogador Gilberto Carioca, mais conhecido como professor Giba, da Escolinha Nilton Santos. É que semana passada, Giba foi indicado pelos dirigentes do Vasco da Gama para indicar possíveis jogadores para o clube do Rio de Janeiro. “É uma satisfação poder ser lembrado por um clube tão tradicional do Brasil como o Vasco, onde atuei e agora poder colaborar na indicação de talentos”, agradeceu o professor.

 A imagem pode conter: 8 pessoas

Segundo Giba, através de sua indicação e de outros descobridores pelo Brasil, que são ex-jogadores que vestiram a camisa do clube, os garotos poderão ser indicados para qualquer peneira ou avaliação no clube. Giba ressalta, no entanto, que para ser indicado soube que os vascaínos pesquisaram toda sua vida no Tocantins antes de fazer o convite. “Eles me disseram que queriam saber se eu era casado, como era minha vida no dia a dia em Palmas e também pesou a favor é que mexo com garotos de base há mais de 15 anos e isso acabou favorecendo”, explicou o ex-jogador, que atuou pelo Vasco da Gama, em 1985 e disputou a Taça Libertadores e o Campeonato Carioca daquele ano.

 

Outro detalhe comentado pelo professor é que o pessoal do Vasco soube que o jogador Lucca, revelado pelo Palmas, e hoje na Ponte Preta (SP), também teve passagem pela Escolinha Nilton Santos. Segundo ele, terá autonomia para avaliar a garotada em todo o Estado, através das competições, treinamento e visitas nas escolinhas espalhadas pelo Tocantins.

 

Tocantins

No início de 90, Giba foi convidado pelo ex-secretário estadual do Esporte Jayme Lourenço para integrar o quadro da Secretaria do Esporte, onde permanece até hoje como professor da Escolinha Nilton Santos. Assumiu a Escolinha Nilton Santos ao lado de Nilton Santos com quem teve a oportunidade de trabalhar entre 1992/1993.

 

 

Também trabalhou nas categorias de base do Palmas entre 1993/1994, período em que o clube da Capital chegou à sétima colocação no Brasileiro da Série C e oitavo lugar na Copa do Brasil. Depois comandou o Imagine (Palmas) levando o time do Amador à Segunda Divisão. E em 2013 ajudou a montar o time do Imagine para a disputa da Copa São Paulo de Juniores.

A imagem pode conter: 3 pessoas